Pages

O Manual definitivo: Que câmera comprar? - Capítulo 1

Hoje inicia a saga pela decisão na hora da compra da sua câmera. Capítulo 1 de 4 que finaliza com um Quiz, o qual o auxiliará a fazer a escolha mais adequada às suas necessidades.


1- Trabalho com fotografia, hobbie ou quero apenas fotografar momentos?
2 - Está disposto a pagar quanto?
3 - Precisa de muita ampliação?

NOS PRÓXIMOS EPISÓDIOS:
Carga horária de uso por dia.
Câmera pesada ou leve?
Portátil ou muito espaço?
Quero definição de imagem ou qualidade em vídeo?
Preciso de vários atalhos na câmera?
Qual dá menos manutenção?
Qual a melhor em questão de custo benefício?
Visor fixo ou maleável?
Corpo de plástico ou de metal? Qual a diferença?
O que é sensor e o que devo saber antes comprar minha câmera?
Sensor Full Frame ou DX?
Já possui lentes? Ela tem motor de foco?
Minha câmera é profissional?
Canon x Nikon x Outras
Como ter a certeza da escolha entre elas?

1 - Trabalho com fotografia, hobbie ou quero apenas fotografar momentos?

Primeiramente vamos estipular o motivo da compra. Você tem pretensão de trabalhar profissionalmente? Gosta de se encontrar ao ar livre, pratica esportes radicais ou apenas gosta de registrar o mundo à sua maneira e publicar o material? Ou vc quer mesmo é fotografar momentos que não se repetirão?



Se você quer utilizar a câmera profissionalmente então já sabe que deve estar disposto a fazer um grande investimento: grande porque é muito prazeroso trabalhar com isso, e também porque estamos falando de altos valores. Não entraremos em detalhes nesse tópico, mas podemos andiantar que, mesmo profissionalmente não adianta apenas comprar a câmera e lentes mais caras que couberem no seu orçamento. Há de se privilegiar as qualidades afins, e levar em conta as desvantagens do equipamento. Por exemplo: quero ser fotojornalista: se imagine no meio de uma mutidão com uma Nikon D3x (1,2Kg) + uma lente Sigma 200-500 f2.8 ( 15,7 Kg ) = 16,9 Kg nas mãos ou em tripé , sem contar flash, para se expremer entre outros fotógrafos e jornalistas.
Se você pratica esportes, ou gosta de ter sempre uma câmera por perto, deve-se levar em conta principalmente: qualidade e tamanho. Uma DSLR, ou reflex, apresentam em sua maioria mais qualidade em seus registros, mas nem sempre são bem vindas em lugares públicos: como metrô. As pessoas tendem a sentir um desconforto ao serem miradas por essas lentes, então se intenção é passar despercebido, você deve ser ágil e discreto se estiver portando uma dessas. Roupas camufladas são recomendadas. Em suma, são também mais pesadas em menos portáteis: quer correr e levar sua câmera consigo? Deseja levá-la para faculdade, ou sair para a balada e aproveitar para tirar umas fotos? Pense bem pois ela pode acabar sendo seu calvário. Em contrapartida as portáteis são "portáteis"! Cabe no bolso,bolsa e onde mais sua criatividade permitir. É claro que perdemos um pouco de qualidade, mas quem se importa se a imagem não for aparecer em Outdoors.
Para usuários mais sofisticados, as vulgos "gordinhas", oferecem mais qualidade de imagens e mais recursos que as compactas. Como por exemplo a HX1 da Sony, na qual podemos fazer fotos panorâmicas sem precisar editar no photoshop. E temos as compactas de lente cambiáveis, como a A Lumix DMC-GF1 ( Panasonic), GF1 ( Olympus) e NEX-5 e a NEX-3 (Sony). Câmeras muito mais leves e portáteis com vantagens que aproximam o mundo das portáteis com as grandonas.



<< Voltar ao Menu
2 - Está disposto a pagar quanto?

Seu
investimento é sempre relativo ao retorno e função do seu trabalho. Quem sabe você pode achar que 30 mil reais em uma câmera e lente seja muito caro, porém com esse 30 mil podem ser multiplicados facilmente, caso fotografe para revistas conceituadas como a Nathional e a Life; ou simplesmente se vencer um desses concursos da Universia, hehe. Mas se não é o seu caso, vamos analisar alguns aspectos.
Você comprará a câmera à vista ou parcelado? A câmera vai perdendo valor de mercado ao passar do tempo, isso se deve a vários fatores como, novas câmeras lançadas, desgaste do produto, barateamento do produto no fornecedor, etc. Ou seja, verifique se quando você for terminar de pagar sua máquina, ainda valerá a pena tê-la, ou se já não será defasada demais. Caso compre uma câmera muito caro, lembre-se que é importante a qualidade do seu trabalho, porém pode ser que não pagem a mais por ele, porque você tem uma câmera um pouco melhor que a da concorrência. No começo inspirem-se nos cineastras que conseguem trabalhar com baixo custo, deixe seu lado Spielberg para depois.



Pode ser que ele estrague. Uma queda, uma chuva, um arranhão, as leis de Murphy existem! Então não deposite toda sua fé no equipamento.



Não seja pão duro. Se uma câmera é R$ 1.000 mais caro que outra, pode ser que realmente ela apresenta vantagens sobre a outra. Estude o seu equipamento antes de utilizá-lo,

ou terá de vendê-lo logo para comprar uma melhor.
<< Voltar ao Menu



3 - Precisa de muita ampliação?


Você já ouviu falar que, quanto mais megapixels a câmera tiver, melhor é. E pode ter ouvido dizer que esses números não dizem realmente quão boa é a câmera. Mito ou verdade. É e não é. A quantidade de megapixels de uma câmera indica a capacidade de ampliação da mesma, o que não quer dizer que a imagem é superior a outra simplesmente pela quantidade de pixels. Por exemplo: eu tenho uma Sony Compacta e uma Nikon D100, a sony tem 12Mpx e a D100 6Mpx. As fotos que tirei com a sony não são tão satisfatórias quanto as que tirei com a D100, uma câmera antiga e com apenas 6 MegaPixels. Você pode conferir uma foto tirada com ela: http://www.flickr.com/photos/marcusaurelio/5282709051/ .
Ou então compare essas duas câmeras: http://migre.me/4dK60 (14 Megapixels) e http://migre.me/4dK6Z (12,3 Megapixels). A primeira custa cerca de R$ 1.000 e a outra de R$ 13.000,00 - isso mesmo! A de menos megapixels é uma D3s, uma câmera top de linha, profissional da Nikon. Mas porque isso?
Muitos fatores são levados em conta no momento da fotografia, são tantos que já é conteúdo para outra postagem (lembrar*), se ignorássemos os fatores externos como iluminação, temperatura da cor, composição e outros e só nos concentrássemos nas variáveis da câmera, poderíamos elencar: Tipo do sensor, tamanho do sensor, fabricante do sensor, densidade do sensor (isso só do sensor), extensão do arquivo gravado (.raw, .jpg ou .tiff), pontos de foco, qualidade de fotômetro, velocidade de processamento, velocidade de fotos em sequência, velocidade máxima de clique, nitidez da lente e de como as imagens chegam a maquina, desfoque, contraste, quantidade de ruído na fotografia, megapixels, etc.

@marcusaurelioo